Atuação do enfermeiro no tratamento do tabagismo no ambulatório de psiquiatria

Autores

  • Ermilo Bettio Junior Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i7.11270

Resumo

O tabagismo é reconhecido como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental O Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), por meio do Instituto Nacional do Câncer (INCA), objetiva prevenir o início da utilização de derivados do tabaco entre crianças e adolescentes, assim como estimular o abandono do fumo entre os já dependentes dele. Apesar da contínua queda de sua prevalência, o tabagismo mostra-se ainda importante em algumas regiões e entre populações em estado de fragilidade social. Considerando a manutenção das taxas de cessação tabágica no Brasil, com graves repercussões na morbimortalidade, particularmente no contexto da saúde pública, este trabalho tem objetivo de descrever a atuação do enfermeiro diante deste cenário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ermilo Bettio Junior, Universidade Estadual de Campinas

FUNCAMP - Fundação de Desenvolvimento da UNICAMP; FUNCAMP - FUNCAMP.

Downloads

Publicado

2019-10-08

Como Citar

JUNIOR, E. B. . Atuação do enfermeiro no tratamento do tabagismo no ambulatório de psiquiatria. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 7, p. e019247, 2019. DOI: 10.20396/sinteses.v0i7.11270. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/11270. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida