Ansiedade, interrupções de sono e diferenças de percepção de peso em obesos com síndrome metabólica e DM2

Autores

  • Maria Cristina de Oliveira Regina Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i7.10300

Resumo

Obesidade tem causas genéticas, em efeitos de antipsicóticos, antidepressivos, antiansiolíticos, antialérgicos, antiasma, bronquite ou AIDS, exposição a fitalatos, parabenos, benzoatos (conservantes); ingestão de alimentos ricos em gorduras e açucares, e sedentarismo. Relaciona-se a duração do sono: menos de 6 horas ou mais de 8 horas diárias. Sua qualidade altera-se por interrupções devidas à antihipertensivos, apnéia do sono, refluxo esofágico, estresse, ansiedade e depressão. Transições economicas causam depressão, alimentação de baixa qualidade nutricional, ou falta de acesso a tratamento. Efeitos pro-inflamatórios da obesidade, geram depressão e ansiedade em mutua influencia. Interlecuina-6, fator de necrose necrose tumoral e proteína C reativa são elementos que os identificam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina de Oliveira Regina, Universidade Estadual de Campinas

FCM - Faculdade de Ciências Médicas; CEPRE - Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação; DEFVIS - Deficientes Visuais.

Downloads

Publicado

2019-10-07

Como Citar

REGINA, M. C. de O. . Ansiedade, interrupções de sono e diferenças de percepção de peso em obesos com síndrome metabólica e DM2. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 7, p. e019213, 2019. DOI: 10.20396/sinteses.v0i7.10300. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/10300. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida