Programa de tratamento de feridas com fitoterápicos dentro das práticas integrativas e complementares

Autores

  • Leila Tassia Pagamicce Universidade Estadual de Campinas
  • Rosane Gomes Rocha Universidade Estadual de Campinas
  • Miriam Susana Locatelli Marques da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Tatiane Freitas da Mata Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i7.10289

Resumo

As Práticas Integrativas e Complementares (PIC) envolvem abordagens que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras. Dentre elas, se enquadra a fitoterapia, uma prática terapêutica que utiliza de plantas medicinais para prevenção e tratamento de doenças¹. Em 2011 foi criado e implantado o programa de tratamento de feridas com fitoterápicos no CECOM para a comunidade Unicamp, com o objetivo de oferecer tratamento aos indivíduos portadores de lesões agudas ou crônicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Tassia Pagamicce , Universidade Estadual de Campinas

REIT - Reitoria; PRDU - Pro-Reitoria de Desenvolvimento Universitario; CSS - Coordenadoria de Servicos Sociais.

Rosane Gomes Rocha, Universidade Estadual de Campinas

CECOM.

 

Miriam Susana Locatelli Marques da Silva, Universidade Estadual de Campinas

CECOM.

 

Tatiane Freitas da Mata, Universidade Estadual de Campinas

CECOM.

Downloads

Publicado

2019-10-07

Como Citar

PAGAMICCE , L. T. .; ROCHA, R. G. .; DA SILVA, M. S. L. M. .; DA MATA, T. F. . Programa de tratamento de feridas com fitoterápicos dentro das práticas integrativas e complementares. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 7, p. e019204, 2019. DOI: 10.20396/sinteses.v0i7.10289. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/10289. Acesso em: 17 maio. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida