Desenvolvimento e implantação de um check-list para inserção segura de cateter vesical em unidade de terapia intensiva pediátrica

Autores

  • Júlia Coelho Marcuz Universidade Estadual de Campinas
  • Camila Cazissi da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Michelle Schneider dos Santos Universidade Estadual de Campinas
  • Elisandra de Oliveira Parada Pereira Universidade Estadual de Campinas
  • Giselli Cristina Vilella Bueno Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i7.10287

Resumo

A infecção do trato urinário encontra-se no grupo dos quatro tipos mais frequentes de infecções hospitalares (35 a 45%) e 80% dos casos estão associados ao uso do cateter vesical de demora. A indicação, duração e os cuidados com o cateter são fatores determinantes para a redução da infecção do trato urinário. Desse modo, a prevenção é o melhor caminho para minimizar a morbimortalidade e os custos do tratamento. As organizações mundiais de saúde recomendam o uso de protocolos a fim de reduzir ao mínimo o risco de dano relacionado ao cuidado de saúde durante a assistência. Objetivo: Descrever o processo de construção e implementação de um check-list para inserção e manutenção do cateterismo vesical UTI Pediátrica do Hospital das Clinicas da Unicamp.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Coelho Marcuz , Universidade Estadual de Campinas

HC - Hospital de Clinicas; DENF - Departamento de Enfermagem; SEP - Servico de Enfermagem Pediatrica.

Camila Cazissi da Silva, Universidade Estadual de Campinas

UTI PEDIATRICA.

 

Michelle Schneider dos Santos, Universidade Estadual de Campinas

UTI PEDIATRICA.

 

Elisandra de Oliveira Parada Pereira, Universidade Estadual de Campinas

UTI PEDIATRICA.

 

Giselli Cristina Vilella Bueno, Universidade Estadual de Campinas

UTI PEDIATRICA.

Downloads

Publicado

2019-10-07

Como Citar

MARCUZ , . J. C. .; DA SILVA, C. C. .; DOS SANTOS, M. S. .; PEREIRA, E. de O. P. .; BUENO, G. C. V. . Desenvolvimento e implantação de um check-list para inserção segura de cateter vesical em unidade de terapia intensiva pediátrica. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 7, p. e019202, 2019. DOI: 10.20396/sinteses.v0i7.10287. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/10287. Acesso em: 3 jul. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida