Educación comparada: una disciplina actual u obsoleta?

  • Pedro L. Goergen Universidade de Sorocaba
Palavras-chave: Educação comparada. Pesquisa em educação comparada. Edu­cação comparada na América Latina. Educação comparada no ensino superior. Educação comparada no Brasil.

Resumo

O texto objetivo mostrar do que presente uma das principais causas da situação desalentadora em que se encontra a Educação Comparada no Brasil é a falta quase total de pesquisas na área. A Educação Comparada foi trazida para cá e incluída nos currículos de nossas instituições de ensino superior. Mas a pesquisa, ao contrário do que acontecia nos centros mais evoluídos, foi relegada a segundo plano. Este fato conduziu a uma desqualificação das disciplinas que passou a ser considerada como uma atividade obsoleta e vista com desinteresse por docentes e alunos da área de educação. Contudo, o desenvolvimento da Educação Comparada a nível internacional e o rumo internacionalizante da ciência de hoje nos convencem de que o método comparativo pode oferecer contribuição importante à geração de conhecimentos úteis para a elaboração de políticas educacionais e para a formação dos especialistas em educação. Para que a Educação Comparada se viabilize como uma disciplina útil e produtiva, é necessário renovar a pesquisa na área. Devido às nossas condições limitadas, nos parece conveniente e mais factível orientar essa pesquisa prioritariamente para a realidade latino-americana.

Biografia do Autor

Pedro L. Goergen, Universidade de Sorocaba
Pós-doutor em Filosofia pela Ludwig Maximilians Universität München, UNI MÜNCHEN, Alemanha, professor titular da Universidade de Sorocaba e professor titular (colaborador) da Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação.

Referências

ANDERSON, C. A. Methodology of Comparative Education. In: GEZI, K. I., Education in comparative and interna-tional perspectives. Nova York, 1971.

ANWEILER, O. Konzeptionen der Vergleichenden Erziehungswissenschaft. In: BUSCH, A. et al. Vergleichende Erziehungswissenschaft. Munique: [s.n], 1974.

ANWEILER, O. Bildunssysteme in Europa, Struktur und Entwicklun-gsprobleme des Bildungswesens. Weinheim und Basel, 1976.

ARNOLD, M. Schools and universities on the continent. Ann Arbor: Univ. of Michigan, 1964.

BEREDAY, G. Z. F. Comparative method in education. Nova York: Holt, Rinehart and Winston, 1964.

BORTOLETTO, A. M. Educação comparada: subsídios para seu estudo no Brasil. 1972. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Faculade de Educação, São Paulo, 1972.

CASTEL, R. e PASSERON, J.- C. Education, dévelopment et démocratie. Paris, 1967.

DEBESSE, M. ; MIALARET, G. Tratado das ciências pedagógicas. São Paulo, Cia. Nacional, 1977. v.3 (Educação comparada).

GRANT BONITATIBUS, S. Educação comparada, conceito, evolução, métodos. São Paulo: 1989.

HANS, N. Comparative education: a study of educational factors and traditions. Londres, 1950.

HAUSMANN, G. Anfãnge Vergleichender Erziehungswissenschaft. In: INTERNATIONALE Piidagogische Kontakte. Heidelberg, 1963.

HESSEN, S. Kritische Vergleichung des Schulwesens der anderen Kulturstaaten. In: HANDBUCH der Piidagogik. Langensalza, 1928.

HILKNER, F. Vergleichende Piidagogik: Eine Einführung in ihre Geschichte, Theo- rie und Praxis. Munique, 1962.

HILKNER, F. Internationale Pãdagogik, in: Bildung und Erziehung, 17, Jg. 1972.

HOLMES, B. Problems in education: a comparative approach. Londres, 1967.

JULLIEN, M.-A. Esboço e perspectivas preliminares de uma obra de educação comparada. Coimbra, 1967.

KANDEL, I. L. The outlook in education. Londres, 1953.

KANDEL, I. L. The New Era in Education - A Comparative Study. Londres, 1955.

KAZA.MIAS, A. M.; MESSIALAS, B. G. Tradition and change in education a comparative study. Prentice-Hall, 1965.

KING, E. J. Comparative studies and educational decision. Londres, 1968.

LOURENÇO FILHO, M. B. Educação comparada. São Paulo, s/d.

MARQUEZ, A. Educación Comparada: Teoría y Metodología. Buenos Aires, 1972. N OAH, H e ECKSTEIN, M. A. Scientific Method and Compara tive Ed ucation. In: GEZI, K. I (Org.). Education in Comparative and Internationale Perspectives. Nova York, 1971.

ROSSELÓ, P. L'Éducation au Service de la Planification. Cahiers de Pédagogie Expérimentale et de la Psychologie de l'Enfant, n.17.

SCHNEIDER, F. Triebkrãfte der Pãdagogik der Võlker Salzburg, 1947.

SCHNEIDER, F. Vergleichende Erziehungswissenschaft-Geschichte Forschung. Lehre, Heidel- berg, 1961.

WITTIG, H. Vergleichende Pãdagogik. Darmstadt. 1973.

WITTIG, H. World handbook of educational organisations and statistics. Paris, Unesco, 1951.

WITTIG, H. World surwey of education. Paris, Unesco, 1955/56.

Publicado
2018-07-02
Como Citar
Goergen, P. L. (2018). Educación comparada: una disciplina actual u obsoleta?. RBEC - Revista Brasileira De Educação Comparada, 1(1). https://doi.org/10.20396/rbec.v1i1.9385
Seção
Artigos