Discurso laico y discurso religioso em tiempos de coronavirus

la pandemia según los periódicos mensageiro da paz, jornal show da fé y folha universal

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.20396/csr.v23i00.13742

Palabras clave:

Evangélicos, Discurso, Coronavirus, Medios de comunicación religiosos

Resumen

Este artículo busca analizar los discursos sobre la pandemia del coronavirus (Covid-19) presentados en tres periódicos evangélicos: Mensageiro da Paz, Jornal Show da Fé y la Folha Universal durante el primer semestre de 2020. Se trata de una aproximación cualitativa que pretende indagar en algunas categorías desde la perspectiva de los Estudios Críticos del Discurso (ECD) para comprender el proceso de (re)producción de informaciones y los mecanismos de control que componen el discurso religioso. A partir del panorama sobre la presencia de enunciados confesionales y laicos en los medios de comunicación evangélicos oficiales en un contexto de pandemia este artículo busca investigar las estrategias utilizadas por esas denominaciones religiosas e indagar en el tipo de control del discurso que emerge en esas relaciones.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Rafael Bruno Gonçalves, Universidad do Estado do Rio de Janeiro

Doctor en Sociología por el Instituto de Estudos Sociais e Políticos de la Universidad do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ).

Citas

ARAÚJO, Arão Inocêncio Alves de. O mensageiro da paz: 1930-1990 uma história do sagrado. In: Revista Eletrônica – Cadernos da FAEL, v.1, n.1, pp. 1-15, 2008.

BÍBLIA N.T. Coríntios. Português. A Bíblia Sagrada. Barueri, São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 2010.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A, 1989.

CORREIA, João Carlos. Poder do Jornalismo e a Mediatização do Espaço Público. In: Sociedade e Comunicação: Estudos sobre Jornalismo e Identidades. Covilhã, Universidade da Beira Interior, pp.01-16, 2005.

CUNHA, Magali. do Nascimento. Política, mídia e religião: o ativismo progressista entre evangélicos brasileiros por meio do Facebook e do Twitter. Comunicação & Sociedade, v.39, n.3, pp. 217-244, 2017.

DIJK, Teun van. Estructuras y funciones del discurso: una introducción intedisciplinaria a la lingüística del texto y a los estudios del discurso. México: Siglo XXI Editores; 1980.

DIJK, Teun van. Discourse & Society. London: Newbury Park and New Delhi, 1993.

DIJK, Teun van. Ideología. Una aproximación multidisciplinaria. Barcelona: GEDISA, 2006.

DIJK, Teun van. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2010.

FAZANI MANDUCHI, Marina. O “jejum de Daniel”: a desintoxicação audiovisual da igreja universal do reino de deus sob um olhar foucaultiano. In: Revista Relegens Thréskeia, v.3, n.1, pp. 24-54, sep. 2014.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade: A Vontade de Saber. São Paulo: Graal, 2009.

FRESTON, Paul. Protestantes e política no Brasil: Da Constituinte ao Impeachment. 1993, 303f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 1993.

JUNGBLUT, Airton Luis. Transformações na comunicação religiosa: análise dos dois modelos comunicacionais operantes no Brasil atual. In: Civitas - Revista De Ciências Sociais, v.12, n.3, pp. 453-468, 2013.

MAFRA, Clara. Os evangélicos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

MAINGUENEAU, Dominique. Termos-chave da análise do discurso. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

MAINGUENEAU, Dominique. Gênese dos discursos. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARIANO, Ricardo. Efeitos da secularização do Estado, do pluralismo e do mercado religiosos sobre as igrejas pentecostais. In: Civitas - Revista De Ciências Sociais, v.3, n.1, pp.111-125, 2003.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Edições Loyola, 2012.

NEVES, André Luiz Machado das; FERREIRA, Breno de Oliveira. Narrativas entre ciência e política no ativismo da cloroquina. In: Psicologia & Sociedade, v.32, pp.1-16, 2020.

ORLANDI, Enni Puccinelli. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Campinas: Pontes, 1987.

ORO, Ari Pedro. A reconfiguração do espaço público religioso brasileiro: o protagonismo da Igreja Universal do Reino de Deus. In: MEZZOMO, Frank Antonio; PÁTARO, Cristina Satiê de Oliveira; HAHN, Fábio André (Orgs.). Religião, Cultura e Espaço Público. São Paulo: Olho D’Água, Campo Mourão: Fecilcam, pp.51-77, 2016.

PATRIOTA, Karla Regina Macena Pereira. O show da fé: a religião na sociedade do espetáculo: um estudo sobre a Igreja Internacional da Graça de Deus e o entretenimento religioso brasileiro na esfera midiática. 2008. 312f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife 2008.

SILVA, Roberta DFC; GONCALVES, Leandro AP. As pílulas do Messias: salvação, negação e política de morte em tempos de pandemia. In: Physis, v.30, n.2, pp.1-9, 2020.

SOUZA, André Ricardo de. O empreendedorismo neopentecostal no Brasil. In: Ciencias Sociales y Religión / Ciências Sociais e Religião, v.15, n.13, pp.13-34, 2011.

VITAL DA CUNHA, Christina.; LOPES, Paulo Victor Leite. Religião e política: uma análise da atuação de parlamentares evangélicos sobre direitos das mulheres e de LGBTs no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Heinrich Boll/ISER, 2012.

Publicado

2021-03-15

Cómo citar

Gonçalves, R. B. (2021). Discurso laico y discurso religioso em tiempos de coronavirus: la pandemia según los periódicos mensageiro da paz, jornal show da fé y folha universal. Ciencias Sociales Y Religión/Ciências Sociais E Religião, 23(00), e021001. https://doi.org/10.20396/csr.v23i00.13742

Número

Sección

Artículos