Experiencias de conversión en una comunidad religiosa terapéutica femenina

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.20396/csr.v22i00.13345

Palabras clave:

Dependencia química, Comunidades terapéuticas, Trayectorias femeninas

Resumen

Este artículo se centra en las experiencias de conversión en una comunidad religiosa terapéutica de mujeres (CTR) situada en la ciudad de Campos dos Goytacazes, Río de Janeiro. La investigación se llevó a cabo con mujeres en tratamiento contra la dependencia química, entrevistadas entre los años 2016 y 2018, quienes relatan sus experiencias de conversión religiosa. También se realizaron observaciones sobre el terreno y entrevistas con los dirigentes del CTR. Los datos de campo nos muestran que, en el contexto de este CTR, la conversión representa es una etapa de extrema importancia para la realización del tratamiento propuesto.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Janine Targino, Instituto Universitario de Investigaciones de Río de Janeiro

Doctor en Ciencias Sociales por la Universidad Estadual de Río de Janeiro (UERJ). Profesor del Instituto Universitario de Investigaciones de Río de Janeiro (IUPERJ).

Wania Mesquita, Universidad Estatal del Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Doctor en Sociología por el Instituto Universitario de Investigaciones de Río de Janeiro (IUPERJ). Catedrático de la Universidad Estatal del Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).

Citas

ALMEIDA. Ronaldo; BARBOSA, Rogério. Transmissão religiosa nos domicílios brasileiros. In: TEIXEIRA, Faustino; MENEZES, Renata (Orgs.). Religiões em movimento: o censo de 2010. Rio de Janeiro: Editora Vozes, pp. 311-327, 2013.

BURDICK, John. Procurando Deus no Brasil: a Igreja Católica progressista no Brasil na arena das religiões urbanas brasileiras. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.

CARBONERA, Alexandre; GONÇALVES SILVA, Daiane; NASCIMENTO-ANDRÉ, Maria Isabel; LEGAL, Eduardo José. Dando voz a mulheres em tratamento da dependência de substâncias psicoativas. In: Revista de Psicologia da IMED, v.5, n.2, 2013.

COUTO, Márcia Thereza. Gênero, família e pertencimento religioso na redefinição de ethos masculinos e femininos. In: Revista Anthropológicas, ano 6, v.13, n.1, 2002.

DE LEON, George. A Comunidade Terapêutica: teoria, modelo e método. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

DUARTE, Luiz Fernando Dias; HEILBORN, Maria Luiza; BARROS, Myriam Lins de; PEIXOTO, Clarice (Orgs.). Família e Religião. Rio de Janeiro: Contracapa, 2006.

FREITAS, Denis de; HOLANDA, Adriano Furtado. Conversão religiosa: buscando significados na religião. In: Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, v.7, n.1, p.93-105, jun 2014.

GOFFMAN, Erving. Manicômio, prisões e conventos. São Paulo, Perspectiva. 2001.

GOFFMAN, Erving. Estigma. Rio de Janeiro: Guanabara, 2008.

GOUVEIA, Eliane. O silêncio que deve ser ouvido: mulheres pentecostais em São Paulo. Dissertação de Mestrado. São Paulo: PUC-SP, 1986.

GOUVEIA, Eliane. Imagens femininas: a reengenharia do feminino pentecostal na televisão. Tese de Doutorado em Ciências Sociais. São Paulo: PUC-SP, 1998.

HIGINO, Elaine Simões Calza. Mulher cristã: desafios no desempenho das funções doméstica e/ou profissional. In: Revista Ensaios Teológicos, v.1, n.1, p.113-127, 2015.

LEAMON, Martin; WRIGHT, Tara; MYRICK, Hugh. Transtornos relacionados a substâncias. In: HALES, Robert; YUDOFSKY, Stuart; GABBARD, Glen (Orgs.). Tratado de psiquiatria clínica. São Paulo: Artmed, 2012

LOECK, Jardel Fischer. Comunidades terapêuticas e a transformação moral dos indivíduos: entre o religioso-espiritual e o técnico-científico. In: SANTOS, Maria Paula (Org.). Comunidades terapêuticas: temas para reflexão. Rio de Janeiro: IPEA, pp.77-100, 2018.

MACHADO, Maria das Dores Campos. Carismáticos e pentecostais: adesão religiosa na esfera familiar. São Paulo: Editores Associados/ANPOCS, 1996.

MACHADO, Maria das Dores; MARIZ, Cecília. Mulheres e prática religiosa nas classes populares: uma comparação entre as igrejas pentecostais, as Comunidades Eclesiais de Base e os grupos carismáticos. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 12, n. 34:71-87, 1997.

MAFRA, Clara Jost. Na Posse da Palavra: religião, conversão e liberdade pessoal em dois contextos nacionais. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2002.

OLIVEIRA, Daiane Rodrigues. Receita de beleza para mulheres cristãs: o funcionamento da semântica global batista no discurso sobre o feminino. In: Revista Estudos da Língua(gem), v. 10, n.1, p.109-122, 2012.

RIBEIRO, Fernanda Mendes Lages; MINAYO, Maria Cecília de Souza. As Comunidades Terapêuticas religiosas na recuperação de dependentes de drogas: o caso de Manguinhos, RJ, Brasil. In: Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v.19, n.54, 2015.

SMILDE, David. Razão para crer: agência cultural no movimento evangélico latinoamericano. Rio de Janeiro: Eduerj, 2012.

SOUZA, Letícia Canonico; NUNES, Matheus Caracho; SANTOS, Maria Paula Gomes. Tempo e subjetivação em comunidades terapêuticas. In: SANTOS, Maria Paula (Org.). Comunidades terapêuticas: temas para reflexão. Rio de Janeiro: IPEA, pp. 61-76, 2018.

TARGINO, Janine. Estudo de caso sobre comunidades terapêuticas religiosas. In: Ciencias Sociales y Religión / Ciências Sociais e Religião, v.19, n.26, p. 75-92, 2017a.

TARGINO, Janine. Comunidades Terapêuticas Religiosas: estudo de caso sobre uma comunidade pentecostal e uma comunidade católica carismática. In: Revista Café com Sociologia, v.6, p. 14-334, 2017b.

TEIXEIRA, Cesar Pinheiro. A teia do bandido: um estudo sobre bandidos, policiais, evangélicos e agentes sociais. Rio de Janeiro: Tese de Doutorado em Ciências Humanas (Sociologia), PPGSA/IFCS/UFRJ, 2013.

TEIXEIRA, Cesar Pinheiro. O testemunho e a produção de valor moral: observações etnográficas sobre um centro de recuperação evangélico. In: Religião & Sociedade, v.36, p.107-134, 2016.

VILLAR, Nayara; SANTOS, Maria Paula. Sexualidade e relações de gênero nas comunidades terapêuticas: notas a partir de dados empíricos. In: SANTOS, Maria Paula (Org.). Comunidades terapêuticas: temas para reflexão. Rio de Janeiro: IPEA, pp.101-119, 2018.

Publicado

2020-12-28

Cómo citar

Targino, J., & Mesquita, W. (2020). Experiencias de conversión en una comunidad religiosa terapéutica femenina. Ciencias Sociales Y Religión/Ciências Sociais E Religião, 22(00), e020034. https://doi.org/10.20396/csr.v22i00.13345

Número

Sección

Artículos