A expressão da esperança na diáspora mouride em Caxias do Sul

  • Renan Giménez Azevedo Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Esperança, Mouridismo, Mercados informais, Imigração

Resumo

O presente trabalho apresenta uma discussão a respeito da esperança no ambiente da diáspora mouride em Caxias do Sul, RS. Os mourides são uma fraternidade muçulmana sufi originada em Touba, Senegal, fundada pelo profeta Cheikh Ahmadou Bamba (1850-1927) durante o período colonial francês cuja doutrina articula fé muçulmana e trabalho de uma forma prática. Estes sujeitos estruturam sua diáspora a partir de mercados informais. O município de Caxias do Sul foi estabelecido por imigrantes italianos na segunda metade século XIX que vieram ao Brasil por conta de políticas que incentivavam a imigração de europeus. Por conta desta origem, a cidade apresenta o ethos da italianidade, um conjunto de valores e práticas que mistura a fé católica e o trabalho. Neste ambiente de contrastes, serão analisadas de que forma situações em fé, trabalho, legalidade e moralidade se encontram e de que forma a esperança acaba surgindo nestes espaços.

Biografia do Autor

Renan Giménez Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando e mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Referências

BABOU, C. A. Fighting the greater Jihad: Amadou Bamba and the founding of the Muridiyya of Senegal, 1853-1913. Athens: Ohio University Press, 2007.

BAVA, S. De la « baraka aux affaires » : ethos économico-religieux et transnationalité chez les migrants sénégalais mourides. Revue européenne des migrations internationales, v. 19, n. 2, p. 69–84, 1 jul. 2003.

BAVA, S. Variations autour de trois sites mourides dans la migration. Autrepart, v. 36, n. 4, p. 105–122, 2005.

BAVA, S.; GUEYE, C. Le grand magal de Touba: exil prophétique, migration et pèlerinage au sein du mouridisme. Social Compass, v. 48, n. 3, p. 421–438, 19 set. 2001.

BIGNEBAT, C.; SAKHO-JIMBIRA, M. S. Migrations et diversification des activités économiques locales : étude du Bassin arachidier du Sénégal. Mondes en développement, v. 164, n. 4, p. 93–114, 2013.

BRANDALISE, C. Concepção de “italianidade” no Rio Grande do Sul. Noções étnicas de pertencimento: mitos e conflitos. In: CAPPELLIN, P.; PACE, V.; GIULIANI, G. M.;
ORO, A. P.; BRANDALISE, C. (Eds.). . Entre memória e mercado: famílias e empresas de origem italiana no Brasil. Belo Horizonte: Argvmentvm, 2010. p. 109–136.

CAVALCANTE, J. L. A Lei de Terras de 1850 e a reafirmação do poder básico do Estado sobre a terra. HISTÓRICA - Revista Eletrônica do Arquivo do Estado, v. 1, n. 1, p. 1–7, 2005.

CÉSARO, F. S. DE; ZANINI, M. C. C. “Tem que estar bonito pra vender”: a produção senegalesa de espaços de venda em Santa Maria (Rio Grande do Sul, Brasil). REMHU: Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, v. 26, n. 52, p. 95–110, abr. 2018.

DANG, C. T. N. Pilgrimage Through Poetry: Sung Journeys Within the Murid Spiritual Diaspora. Islamic Africa, v. 4, p. 69–101, 2013.

DIAZ, O. C. Islã, migração e tecnologias digitais: reflexões sobre a Muridiyya transnacional a partir de Caxias do Sul (RS). Natal: Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2017.

DIOUF, M. The Senegalese Murid Trade Diaspora and the Making of a Vernacular Cosmopolitanism. Public Culture, v. 12, n. June, p. 679–702, 2000.

EBIN, V. International Networks of a Trading Diaspora: The Mourides of Senegal Abroad. In: La Ville à Guichets Fermés: Itinéraires, Réseaux et Insertion Urbaine. Paris: ORSTOM, 1995. p. 323–336.

FAVRET-SAADA, J. Ser afetado. Cadernos de Campo, v. 13, n. 13, p. 155, 30 mar. 2005.

FERRER, U. Fe, razón, persona: de la creencia como dimensión antropológica al acto personal de fe. Revista de filosofía open insight, v. 5, n. 7, p. 33–59, 2014.

FOUNTAINE, L.; WEBER, F. (EDS.). Les paradoxes de l’économie informelle. Paris: Karthala, 2011.

FRANÇA, I. S. DE. A cidade média e suas centralidades: o exemplo de Montes Claros no norte de Minas Gerais. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia. Programa de Pós-graduação em Geografia, 23 fev. 2007.

GUYER, J. When and How Does Hope Spring Eternal in Personal and Popular Economics? Thoughts from West Africa to America. In: MIYAZAKI, H.; SWEDBERG, R.
(Eds.). . The Economy of Hope. Philadelphia: Penn Press - University Of Pennsylvania Press, 2017. p. 147–171.

HART, K. Informal Economy. In: HART, K.; LAVILLE, J.-L.; CATTANI, A. D. (Eds.). . The Human Economy: A citizen’s guide. Cambridge: Polity, 2011. p. 142–153. HAVARD, M. Application d’une méthode simple de suivi et d’évaluation de la culture attelée au Bassin Arachidier, Sénégal. Animal traction for agricultural development. Proceedings of the Third Workshop of the West Africa Animal Traction Network held, p. 7–12, 1988.

HERÉDIA, V. B. M. O Programa de Colonização no Rio Grande do Sul. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, v. 10, n. 94, 2001.

HERÉDIA, V. B. M. A produção científica sobre imigração italiana no RS. In: HERÉDIA, V. B. M.; PAVIANI, N. M. S. (Eds.). . Língua Cultura e valores: um estudo da presença do humanismo latino na produção científica sobre a imigração italiana no Sul do Brasil. Porto Alegre: EST Edições, 2003. p. 17–74.

HERÉDIA, V. B. M. Migrações internas e suas dinâmicas: o caso de Caxias do Sul. In: HERÉDIA, V. B. M.; GONÇALVES, M. D. C. D. S.; MOCELLIN, M. C. (Eds.). . Mobilidade urbana e dinâmicas migratórias. Porto Alegre: Letra & Vida, 2011. p. 65–77.

HERÉDIA, V. B. M. As grandes migrações: fronteiras abertas e fronteiras fechadas. Revista Acadêmica Licencia&acturas, v. 5, n. 2, p. 20–25, 28 mar. 2017.

HERÉDIA, V. B. M.; GONÇALVES, M. D. C. D. S. Deslocamentos populacionais no Sul do Brasil: o caso dos senegaleses. In: TEDESCO, J. C.; KLEIDERMACHER, G. (Eds.). A imigração senegalesa no Brasil e na Argentina: múltiplos olhares. Porto Alegre: EST Edições, 2017. p. 209–228.

HERÉDIA, V. B. M.; PANDOLFI, B. Migrações internacionais: o caso dos senegaleses em Caxias do Sul. In: HERÉDIA, V. B. M. (Ed.). . Migrações internacionais: o caso dos senegaleses no sul do Brasil. Caxias do Sul: Belas Letras, 2015. p. 95–114.

HERÉDIA, V. B. M.; TEDESCO, J. C. O lugar do imigrante nos espaços de trabalho em Caxias do Sul: o caso dos senealeses. In: HERÉDIA, V. B. M. (Ed.). . Migrações internacionais: o caso dos senegaleses no sul do Brasil. Caxias do Sul: Belas Letras, 2015. p. 137–168.

JARDIM, M. DE L.; BARCELLOS, T. M. M. DE. Migrações no Rio Grande do Sul. In: HERÉDIA, V. B. M.; GONÇALVES, M. D. C. D. S.; MOCELLIN, M. C. (Eds.). . Mo-
bilidade urbana e dinâmicas migratórias. Porto Alegre: Letra & Vida, 2011. p. 43–64.

KANAAN, B. R. Migrantes em terra de imigrantes: um olhar antropológico sobre jogos identitários na região industrializada de Farroupilha/RS. In: HERÉDIA, V. B. M.;
GONÇALVES, M. D. C. D. S.; MOCELLIN, M. C. (Eds.). . Mobilidade urbana e dinâmicas migratórias. Porto Alegre: Letra & Vida, 2011. p. 93–104.

LOPES, J. R.; SILVA, A. R. DA. Santuário de Caravaggio e a modernização de espaços sacralizados: notas etnográficas de uma romaria na serra gaúcha. Ciencias Sociales y Religión/Ciências Sociais e Religião, v. 14, n. 17, p. 105–132, 31 mar. 2013.

MIYAZAKI, H. Economy of Dreams: Hope in Global Capitalism and Its Critiques. Cultural Anthropology, v. 21, n. 2, p. 147–172, 2006.

MIYAZAKI, H. The Economy of Hope: an introduction. In: MIYAZAKI, H.; SWEDBERG, R. (Eds.). . The Economy of Hope. Philadelphia: Penn Press - University Of Pennsylvania Press, 2017. p. 1–36.

MOCELLIN, M. C. Senegaleses na região central do Rio Grande do Sul: deslocamentos, trabalhos, redes familiares e religiosas. In: HERÉDIA, V. B. M. (Ed.). . Migrações internacionais: o caso dos senegaleses no sul do Brasil. Caxias do Sul: Belas Letras, 2015. p. 115–134.

MOCELLIN, M. C. Deslocamentos e trabalho ambulante entre jovens senegaleses no Rio Grande do Sul. In: TEDESCO, J. C.; KLEIDERMACHER, G. (Eds.). . A imigração senegalesa no Brasil e na Argentina: múltiplos olhares. Porto Alegre: EST Edições, 2017. p. 358.

MONTEIRO, C. S. O que cabe na mala? Deslocamentos e circulação de objetos da diáspora senegalesa em “terra de italianos”. Século XXI – Revista de Ciências Sociais, v. 8, n. 1, p. 203–232, 16 nov. 2018.

NASR, H. Tradução do Sentido do Nobre Alcorão para a Língua Portuguesa. 2. ed. São Paulo: CDIAL (Centro de Divulgação do Islam para a América Latina), 2015.

NGOM, F. Ajami scripts in the Senegalese speech community. Journal of Islamic and Arabic Studies, v. 10, n. 1, p. 1–23, 2010.

ONG, A.; COLLIER, S. Global Assemblges, Anthropological Problems. In: ONG, A.; COLLIER, S. (Eds.). . Global Assemblages: Technology, politics, and ethics as anthropological problems. 4. ed. Malden: Blackwell Publishing Ltd, 2007. p. 3–21.

PACE, V.; ORO, A. P. Ética católica e espírito do capitalismo nas áreas de colonização italiana no Rio Grande do Sul. In: CAPPELLIN, P.; PACE, V.; GIULIANI, G. M.; ORO,
A. P.; BRANDELISE, C. (Eds.). . Entre memória e mercado: famílias e empresas de origem italiana no Brasil. Belo Horizonte: Argvmentvm, 2010. p. 83–107.

PIONEIRO. Vítima de racismo, senegalês é agredido no centro de Caxias do Sul. Pioneiro, 14 jul. 2017.

RIBEIRO, G. L. Economic globalization from below. Etnográfica, v. 10, n. 2, p. 233–249, 2006.

RIBEIRO, G. L. A globalização popular e o sistema mundial não hegemônico. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 25, n. 74, p. 21–38, out. 2010.

RICCIO, B. Senegalese Street-Sellers, Racism and the Discourse on ‘Irregular Trade’ in Rimini. Modern Italy, v. 4, n. 02, p. 225–239, 7 nov. 1999.

ROSSA, J.; SANTOS, R. J. DOS. Poética religiosa, vocalidade e performance: práticas do muridismo de imigrantes senegaleses em Caxias do Sul, RS. In: TEDESCO, J. C.; KLEIDERMACHER, G. (Eds.). . A imigração senegalesa no Brasil e na Argentina: múltiplos olhares. Porto Alegre: EST Edições, 2017. p. 297–309.

RUDNYCKYJ, D. Spiritual Economies: Islam and Neoliberalism in Contemporary Indonesia. Cultural Anthropology, v. 24, n. 1, p. 104–141, 1 fev. 2009.

SAKHO, P.; DIAGNE, A.; SAMBOU, P. C. Le bassin arachidier, du réceptacle de flux internes au foyer d’émigration interne et internationale. In: TEDESCO, J. C.; KLEIDER-MACHER, G. (Eds.). . A imigração senegalesa no Brasil e na Argentina: múltiplos olhares. Porto Alegre: EST Edições, 2017. p. 21–40.

SAKHO, P.; DIOP, R. A.; MBOUP, B.; DIADIOU, D. A emigração internacional senegalesa: das casas no campo às cidades litorâneas. In: HERÉDIA, V. B. M. (Ed.). . Migrações internacionais: o caso dos senegaleses no sul do Brasil. Caxias do Sul: Belas Letras, 2015. p. 23–49.

SANTANA, F. Número de pedidos de refúgio cresce 800% em quatro anos no Brasil. Fantástico, 2014.

SANTOS, M. DE O. Bendito é o fruto: Festa da Uva e identidade entre os descendentes de imigrantes italianos. Rio de Janeiro: Léo Christiano Editorial, 2015.

SMITH, M. P.; GUARNIZO, L. E. The locations of transnationalism. In: SMITH, M. P.; GUARNIZO, L. E. (Eds.). . Transnationalism from below: comparative urban and community research. Nova Iorque: Routledge, 1998. v.6, p. 3–31.

SOW, F. Les logiques de travail chez les Mourides. Paris: Université de Paris I. Panthéon-Sorbonne. Mémoire de D. E. A. d’Etudes Africaines, 1998.

SY, C. T. La confrérie sénégalaise des mourides: un essai sur l’Islam au Sénégal. Paris: Présence Africaine, 1969.

TEDESCO, J. C. “Em nome de ...”: religião, trabalho e mercado. Senegaleses em frigoríficos do centro-norte do Rio Grande do Sul. In: TEDESCO, J. C.; KLEIDERMACHER, G. (Eds.). A imigração senegalesa no Brasil e na Argentina: múltiplos olhares. Porto Alegre: EST Edições, 2017. p. 311–338.

TONETTO, M. Prefeitura quer mudar lei e criar feira para tirar ambulantes do centro de Caxias. Pioneiro, 23 fev. 2017.

TONETTO, M.; ANDRADE, A. “Vem esse bando de imigrantes e temos de dar trabalho e comida?”, diz prefeito de Caxias. Pioneiro, 4 maio 2016a.

TONETTO, M.; ANDRADE, A.. Em carta, antropólogos cobram prefeito de Caxias por chamar imigrantes negros de “bando”. Pioneiro, 13 maio 2016b.

WEBER, M. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
Publicado
2020-03-09
Como Citar
Giménez Azevedo, R. (2020). A expressão da esperança na diáspora mouride em Caxias do Sul. Ciencias Sociales Y Religión/Ciências Sociais E Religião, 22, e020004. Recuperado de https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/csr/article/view/13320