Peirce, Wittgenstein, Moreno e a aprendizagem das reminiscências

uma leitura peirciana e da epistemologia do uso de Arley Moreno

Autores

  • Cassiano Terra Rodrigues Instituto Tecnológico de Aeronáutica

DOI:

https://doi.org/10.53000/cpa.v27i37/38.4671

Palavras-chave:

Peirce, Wittgenstein, Moreno, Epistemologia, Uso, Pragmática

Resumo

Este artigo está dividido em duas partes. A primeira, Aprendizagem, remonta a fragmentos de memória, a partir dos quais um retrato compósito – como aquelas antigas fotografias – do professor Arley Ramos Moreno (1943-2022) possa ser composto. Esse retrato indica aspectos aparentemente socráticos do professor, mas não platônicos, que refletem aspectos de sua obra filosófica. A segunda parte, Reminiscências, tenta estabelecer sugestões para uma comparação entre o Peirce, Wittgenstein e Moreno, quanto a aspectos especificamente não essencializantes em suas filosofias. Ao final, o artigo chega a uma caracterização da epistemologia do uso de Moreno que a aproxima de conclusões de Peirce que poderiam ser tomadas como condições prévias para a possibilidade do projeto de Wittgenstein de uma terapêutica filosófica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cassiano Terra Rodrigues, Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor de epistemologia e filosofia da ciência e coordenador do Laboratório de Filosofia, Lógica e Epistemologia da Tecno-Ciência no Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Downloads

Publicado

2022-05-16

Como Citar

Rodrigues, C. T. (2022). Peirce, Wittgenstein, Moreno e a aprendizagem das reminiscências: uma leitura peirciana e da epistemologia do uso de Arley Moreno. Revista De Estudos Filosóficos E Históricos Da Antiguidade, 27(37/38), 15–34. https://doi.org/10.53000/cpa.v27i37/38.4671